Você é o único
visitante on-line!
Total de visitas: 415245

Bexiga Hiperativa

A bexiga hiperativa (BH) é uma doença comum que atinge milhões de pacientes. Apenas nos Estados Unidos, há cerca de 33 milhões de pessoas com sintomas da BH. 30% dos homens e 40% das mulheres que vivem nos Estados Unidos apresentam essa condição, em maior ou menor intensidade. No Brasil a prevalência da BH é estimada entre 5 a 14% dos homens e entre 10 a 23% das mulheres. Mas provavelmente o número de pessoas que sofrem com a bexiga hiperativa é muito maior, pois a maior parte das pessoas que sofrem com seus sintomas não procura atendimento urológico. Alguns por vergonha, outros por não saber como descrever seus sintomas e alguns por achar que não há tratamento. Para tentar mudar esse quadro, a Sociedade Brasileira de urologia lançou a Campanha Segura Aí  (veja em Notícias)Se você acha que tem um problema, não espere. A bexiga hiperativa pode atrapalhar seu trabalho, sua vida social, seus relacionamentos, seus exercícios e seu sono. Mas você não precisa permitir que os sintomas da BH limitem a sua vida – existem tratamentos que podem te ajudar. Se você acha que pode ser portador de BH, procure um urologista.

O que é a bexiga hiperativa (BH) e quais são seus sintomas?

A bexiga hiperativa não é exatamente uma doença, mas sim o nome dado a um conjunto de sintomas urinários.

O principal sintoma da BH é a urgência urinária – a vontade repentina e intensa de urinar que muitas vezes é de difícil controle. A urgência pode resultar em uma sensação de que não será possível chegar ao banheiro a tempo. Você pode ou não perder urina após sentir a urgência.

Se você é portador(a) de BH, você também pode apresentar:

O que causa a BH e quem apresenta risco de desenvolvê-la?

Causas: A bexiga e os rins são parte do sistema urinário – os órgãos do corpo humano que produzem, transportam, armazenam e eliminam a urina. Você têm dois rins que produzem a urina. A urina é, então, transportada até a bexiga, onde ela é armazenada. Os músculos na parte inferior do abdome mantém a bexiga na posição correta.

Quando não está cheia de urina, os músculos da bexiga se relaxam. Quando a bexiga está cheia, ela envia impulsos nervosos ao cérebro para avisá-lo, e você sente que precisa urinar. Em seguida, os músculos da bexiga se contraem e projetam a urina para a uretra, o ducto por onde a urina deixa o corpo humano. A uretra possui músculos denominados esfíncteres. Esses músculos mantém a uretra fechada para que a urina não escape antes da hora.

A BH pode ocorrer quando a bexiga envia estímulos nervosos ao cérebro sinalizando que ela está cheia mesmo quando ela ainda está vazia. Ela também pode acontecer quando os músculos da bexiga estão muito ativos, ou seja, quando eles contraem antes da bexiga estar cheia, o que pode levar a uma necessidade de urinar súbita e intensa, o que se denomina “urgência”.

 

 

Risco: A idade leva ao aumento do risco de desenvolver BH, tanto em homens quanto em mulheres. As mulheres que entraram na menopausa e os homens com problemas prostáticos apresentam risco aumentado. Além destes, os pacientes com doenças neurológicas (como o acidente vascular encefálico ou a esclerose múltipla) também apresentam risco elevado de apresentar BH.

Uma dieta rica em alimentos e bebidas que irritam a bexiga (como cafeína, álcool e alimentos muito temperados) pode exacerbar os sintomas da BH.

Como se diagnostica a BH?

Para diagnosticar a bexiga hiperativa, o urologista colhe dados sobre sua saúde atual, bem como problemas anteriores, os sintomas que você apresenta agora e a duração dos mesmos, quais remédios você toma e a quantidade de líquido que você bebe em um dia.

Seu urologista também pode fazer um exame físico o que pode incluir o abdome, pelve e reto (em mulheres) e a próstata (em homens).

Ele pode solicitar um exame de urina para verificar se há infecção, assim como um exame de sangue ou uma ultrassonografia. Ele também pode solicitar que você preencha um diário miccional, que é muito importante para compreender melhor seus sintomas.

Quais tratamentos estão disponíveis para a BH?

Há diversos tratamentos para ajudar no controle dos sintomas da BH. Alguns exemplos:

O que devo fazer se achar que tenho BH?

Se você acha que pode apresentar BH, converse com um urologista. Às vezes, os sintomas de BH podem ser o resultado de uma infecção urinária, efeito colateral de outro remédio, resultado de danos neurológicos ou de outra doença. Então é importante descartar esses outros problemas antes de iniciar o tratamento de BH.

Se você for portador de BH, há tratamentos para te ajudar. Juntos, você e seu urologista podem decidir o que é melhor para você.

 

Fonte: artigo do Dr. Carlos Motta.  

 

Assine nossos boletins eletrônicos


* Seu e-mail não será divulgado.

Marque sua consulta ou seus exames:

98653-1507
WhatsApp 99930-1200

Av. Bernardo Sayão, S/N Clínica Renaissance Setor - Rialma II - 1a Etapa, Rialma - GO, 76310-000